sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Se é amor? Não sei...



Amor? Não sei, sinto algo
Algo que me faz feliz
Algo que me deixa nervoso
Algo... sempre me deixa ansioso


Estanho é que ocorre numa hora certa
Quando ela passa pela porta aberta
Senta-se na cadeira ao lado
Graças a ela, não tenho estudado


Fico preso no meu mundo
Presto atenção à todo segundo
Cada movimento, olho admirado
Confuso, estou apaixonado?


No recreio fico sempre atento
Fico lerdo,mudo, ando lento
As tão faladas borboletas na barriga tornam a sair
Quando?Quando vou me redimir?

De uma coisa, tenha certeza
Essa garota ainda será minha
Fácil não será conquistá-la
Fácil, pra sempre eu amá-la


Vinícius José



Nenhum comentário:

Postar um comentário