terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Vaidade da flor, Simplicidade de um botão



Linda flor,bonita de se ver
Tanta formosura,não dava pra crer
Toque de beleza,toque de vaidade
Sempre,fugindo de sua idade


Era sempre admirada
Mas nunca conquistada
Só tinha olhos pra si 
Seus caprichos,todos já descobri


Apesar dessa beleza
Não tinha perfume,exaltação
Lhe digo com muita franqueza
Mais bonito é um botão


A flor vaidosa,teve seu fim
Sozinha,envelheceu assim
Mas o botão,sempre a aprender
Quando vi,estava a florescer


Vinícius José



Nenhum comentário:

Postar um comentário