sábado, 18 de fevereiro de 2012

Partiu, mas ainda permanece aqui



Teu cheiro de cigarro ainda está aqui
Os jornais, ainda embaixo da escada
Meu terno espera ser passado por ti
Me pergunto se voltarás, minha amada


Sinto falta mesmo é do teu desvelo
Tuas penas e as minhas, juntas num enlace
Nas noites, teu sussurro sereno 
Tua pele gélida clamando por calor


Não sei o motivo da partida
Mas posso lhe dizer o do regresso
Faça parde da minha vida
Eu te imploro, eu te peço


Vinícius José







Nenhum comentário:

Postar um comentário